Capitao Leonidas Marques
14.4º C




A Rádio Hawai






Negociações sobre UHEBI resultam em obrigações para a NEOENERGIA.


Postada em: 20/06/2016 às 10:43:32




Com cronograma social atrasado e forte denúncias de descasos com tratamento aos atingidos pela UHE Baixo Iguaçu, negociações resultam em obrigações ao Grupo Geração Céu Azul\NEOENERGIA, que terá que cumprir prazos e apresentar áreas de terras as famílias.

A avaliação da semana anterior de negociações que ocorreram em Curitiba com participação de representantes da Casa Civil-PR, Ministério Público Estadual, Secretaria de Assuntos Fundiários – PR, MAB, FETAEP, Vereadores, Neoenergia e Copel são positivas entre eles o fato de se estabelecer um cronograma mínimo para avançar no plano de relocação das famílias atingidas, mas que será necessário o permanente acompanhamento das partes a fim de garantir que a empresa cumpra com suas obrigações. 

Pontos debatidos na negociação:

Caderno de Preços:
A empresa apresentou uma proposta de novos valores que corresponde a 20% acima da proposta apresentada em 2013.
A SEAB-PR apresentou levantamento realizado anualmente pelo Departamento de Economia Rural - DERAL que aponta um aumento de 49% nos valores de terras.

A proposta apresentada pelos atingidos foi de que os valores tem que ser atualizado, ter um bônus pelo deslocamento forçado e unificação das classes 06 a 08 e subclasse desfavorável má e péssima. 

Por não haver um total acordo sobre os valores das terras nuas ficou acordado dos atingidos juntamente com Copel reavaliar o novo caderno de preços apresentado pela empresa fazendo aferição da metodologia aplicada e amostras de áreas utilizadas para chegar a tal valor. Também após forte pressão do próprio governo do estado a empresa concordou em retirar as subclasses desfavorável, má e péssima.

Para tentar avançar será feito um trabalho de campo, participando atingidos, empresa e Copel e no dia 27 de junho de 2016 realizar uma analise dos dados e tentar chegar aos valores mais condizentes com a realidade.

Obs. O fato da empresa não ter trazido a nova proposta para a reunião do dia 14-06-2016 conforme combinado resultou em mais uma reunião no dia seguinte fazendo com que os atingidos permanece-se na Capital do estado para dar continuidade nas negociações.

Áreas de Terras e Reassentamento:



A empresa não apresentou o banco de dados com áreas de terras conforme o acordado na reunião anterior. 
Os atingidos apresentaram as áreas já vistoriadas junto com a empresa e ficou acordado que até dia 08-07-2016 a empresa terá que apresentar novas áreas possíveis para reassentamento, permuta e outras modalidades.

Núcleo Urbano Marmelandia\Realeza:



A empresa assumiu de date o dia 27-06-2016 apresentar uma proposta de como se fará a realocação\indenização das famílias residentes neste núcleo urbano localizado no município de Realeza.

A Usina Baixo Iguaçu já esta em construção há 03 anos e que, portanto a uma urgência em resolver a situação dos atingidos.
Durante as negociações os atingidos ressaltaram as preocupações em relação ao tempo lento da empresa o que atrapalha o fluxo das negociações, da situação das famílias que se sentem violentadas na dignidade e do direito que percebem estar ameaçado quando vem à dificuldade de avançar em um preço mínimo das terras de ter uma área de terra disponível para realocação.


Informações são  da página do MAB.



Deixe seu Comentário