Capitao Leonidas Marques
25º C




A Rádio Hawai






‘’Sem acordo’’ atingidos pela Usina Baixo Iguaçu rejeitam áreas para os assentamentos


Postada em: 23/07/2016 às 09:29:39




O chefe da Casa Civil Valdir Rossoni e o secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, vistoriaram nesta sexta-feira (22)possíveis  áreas que poderão ser usadas para realocar agricultores atingidos pela construção da Usina Baixo Iguaçu. A hidrelétrica está localizada no Rio Iguaçu, entre os municípios de Capanema e Capitão Leônidas Marques.


Os representantes do Governo do Estado atuam como mediadores das negociações entre os agricultores que terão propriedades atingidas pela usina e a empresa Neoenergia, que faz a obra e é responsável pelas indenizações ou reassentamento das pessoas afetadas pelo projeto.


Conforme o agricultor Sidinei Martini, a fazenda Canaã foi descartada pelos atingidos, já que o local não apresenta os critérios mínimos exigidos pelas famílias, que pedem que ao menos 80% da área sejam mecanizadas.’’Alem disso, o terreno é muito íngreme e dificulta a atividade dos produtores’’,relata Martini.


Já a Fazenda Dalben, também em Capitão, não foi descartada, mas Martini adianta que o imóvel não oferece o índice necessário de área mecanizada.


Outras duas áreas seriam visitadas em Manfrinópolis (Fazenda Zancanaro) e em Salgado Filho (Fazenda Guabiju).


Martini explica que a visita foi cancelada porque os dois locais estão fora das características exigidas pelas famílias.


CORBÉLIA:


Acomissão dos atingidos indicou o assentamento São Francisco, em Corbélia, como referencia ás famílias afetadas pela Baixo Iguaçu. Eles pedem que Rossoni visite o espaço e tente, em parceria com o consórcio  e Estado, encontrar áreas semelhantes.


As visitas fazem parte do cronograma estipulado em reunião entre empreendedor e atingidos, mas não há prazo para que as áreas sejam adquiridas pela empresa, já que os atingidos discutem ainda o índice a ser pago ás indenizações.


Departamento de jornalismo Radio Hawai – Colaboração Jornal O Paraná e AEN.



Deixe seu Comentário